O Blog da Vizinha: as visitas a casa dos outros




É verdade que não tenho andado muito por aqui, mas outros valores mais altos se levantam; ou amocham, depende do ponto de vista. Mas não estou morta, não hibernei (e até gostava) e a última vez que verifiquei, ainda tinha pulso. No intervalos, aceito convites de meninas simpáticas para escrever para o blog delas, como foi o caso da More Than Cookies. Por falar nisso, sabiam que são das melhores fornecedoras de Green Gate e afins que conheço?

E que tal seguirem o blog por aqui?

Leituras ao pequeno almoço de Domingo #10APR16





Assim de repente, abre-se a porta e viram-nos a vida do avesso. E nós, não vamos de modas, corremos atrás e tratamos de acompanhar. Por isso é que há que fazer escolhas, há dias em que já estaríamos na cama à 8 da noite. A energia que temos acaba ao meio dia e vamos buscar forças onde não nos passa pela cabeça.  Valham-nos os Domingos, de perna ao alto, de mesa farta e copo cheio. Valham-nos os Domingos de chuva para organizar a cabeça com uma bela sesta só depois de ver as leituras de hoje com ideias giras para dias de chuva (pelo menos hoje).

- Já não é a primeira vez que a Pipoca publica sobre os fabuloso comentários cheios de conteúdo que por vezes os seus queridos leitores, cheios de cuidados, lhe fazem. E já não é a primeira vez que fico a ler estas merdas (o post é bom, o assunto é que é uma merda) e volto a pensar o que ganha esta gente com isto. Não seria mais fácil ir à casa de banho, fazer o servicinho e despejar o autoclismo? Lá porque o dia não lhe correu bem, tem de vir destilar o ódio para cima da malta? Put yourself together, bitches!

- Indeed, Victoria. Pom poms do make everything better.

- A Páscoa já lá vai, mas este DYI dá para o ano todo e faz-me lembrar a minha coelha preferida.

- Ok, lembram-se quando vos contei que li o livro da Garance Doré em inglês com sotaque francês? Le voilá, aqui têm o Pardon my French, uma série de podcasts feitos pela Garance, "a candid conversation with people I care about", como ela diz. Tão bom ouvi-los! (aconselho a conversa com a Isabelle Marant e a Caroline de Maigret, para um french accent overdose).


E que tal seguirem o blog por aqui?

Book Review: Love, Style, Life by Garance Doré




Love, Style Life - Garance Doré
Sabem quando o livro que estamos a ler acabam e ficamos com aquela sensação de "já?". Pois, contra todas as expectativas, foi o que me aconteceu com este. Posso ser suspeita, adoro a Garance Doré, ela é AQUELA miúda gira a quem qualquer trapinho fica bem e com uma vida que qualquer um de nós gostaria de ter (da parte que conhecemos). O inglês com sotaque francês também ajuda e o ar sincero com que a vemos a entrevistar para o blog cativa-nos à primeira.

Love, Style Life - Garance Doré

Se estão à espera de um livro escrito para vos dar dicas e segredos, ali todos escarrapachadinhos, esqueçam. Está cheio deles sim, mas fiquei com a ideia que não era essa a ideia (passe a redundância), ou seja, a intenção seria enquadrar tudo no percurso da Garance e foi muito bem conseguido. Ao longo do livro ela fala de coisas tão díspares como a infância e adolescência dela, as diferenças entre os nova-iorquinos e os parisienses, como o blog a ajudou profissionalmente, as love stories que teve, tudo escrito de uma forma muito descontraída que nos faz sentir que somos amigas desde a primeira página. Aliás, fico mesmo com a sensação que se a encontrar na rua e formos tomar um café, sempre fomos amigas.

Love, Style Life - Garance Doré

O livro divide-se em 5 capítulos: Style, Métier, Beauty, Elegance e Love com entrevistas de gente conhecida pelo meio (oh yes! Jenna Lyons!), dicas de como podemos ficar melhor nas fotografias, a descrição, em 100 passos, de um namorico que teve. Enfim, não chateia, não engonha (coisa que achei do How to be a Parisian wherever you are). É um livro para ser apreciado como se de uma caixa de ovos moles se tratasse; página a página. E para ajudar à festa, dei por mim, a certa altura, a ler o livro em inglês com sotaque francês. Não perguntem como isto acontece, mas aconteceu.
Enfim, é um livro que vale mesmo a pena. Se puderem, peguem nele. Vão ver que quando o acabarem vão ter muita pena. E já agora, quem leu, o que achou?

Foto by Moi


E que tal seguirem o blog por aqui?

Leituras ao pequeno almoço de Domingo de Páscoa #27MAR16





Antes de irem atacar o cabrito ou o bacalhau ou o que quer que comam neste Domingo de Páscoa, aqui estão os links para este Domingo. Também podem lê-los depois do almoço, quando se esticarem no sofá a digerir esse repasto e imediatamente antes de os sentimentos de culpa tomarem conta da vossa consciência por terem comido tantas amêndoas. Depois de mais uma semana em que tudo deveria ser pacífico, em que devíamos estar a gozar a Quaresma como deve ser, vêm uns parvos dar-nos cabo do sossego e da paciência. Da liberdade não, porque essa, ninguém nos tira, por muito que queiram. Aproveitem o Domingo.

- Diz que a Primavera já cá está (se alguém a viu, por favor digam-me) e com ela começamos a ficar cheios de vontade de abrir janelas e desatar a arrumar tudo. Seguem 10 ideias para quem usa os charriots para guardar roupa em casa.

- Blogs, blogs, blogs... (Oh não, lá vai ela encher-nos a cabeça outra vez!!). Pois vou. Já sabem o que penso sobre o assunto (e se não sabem sempre podem seguir a tag d'O Blog da Vizinha). Pois muito bem, dedicado especialmente aqueles que estão sem ideias para os próximos dias ou precisam de um chuto no rabo para começarem a produzir posts de qualidade, percam 25 minutos para ouvir o Darren Rowse. Se preferirem, o resumo da conversa por escrito está aqui, mas prefiro ouvir porque ele acrescenta uma série de pormenores.

- Já me deixei de sonhar com uma casa toda shabby-chic porque afinal somos três cá em casa e os outros dois são homens e não têm grande vontade de entrar numa casa toda côrrosa. Eu meti a viola no saco, optei por outra via (e não estou nada arrependida), mas ver a sala nova da Yvonne, especialmente aquele sofá às riscas azuis e brancas (parece a minha camisa preferida!), deu-me vontade de fazer umas alteraçõezitas...

- Lembram-se daquele desenho d'O Principezinho que seria supostamente um chapéu, mas afinal era uma cobra que tinha comido um elefante? Ficava tão bem numa parede aqui de casa! (obrigada pela dica, Raquel!)

Imagem de Rebeca via Deco My Place

E que tal seguirem o blog por aqui?



Blog Power e-course: o chuto que os nossos blogs precisam





Quem me conhece sabe que sou completamente viciada em cursos online. Para além da forma fácil como podemos aprender coisas novas ou aperfeiçoar aquilo que já sabemos, são uma forma óptima de conhecer gente nova e de nos darmos a conhecer (quase) sem sair de casa. Os últimos 5 ou 6 anos têm sido profícuos no aparecimento destes cursos, de tal modo que julgo que chegamos ao ponto que há cursos para tudo e mais alguma coisa e sim, para coisas que não interessam sequer à vaca do menino Jesus.
Adiante. O curso de que vos vou falar hoje não é um curso qualquer. O Blog Power e-course é assim o hiper-mega-curso para quem quer dar uma geral ao blog, quem precisa de um puxão de orelhas, quem precisa de refrescar as ideias. Julgo que fiz todos os cursos da Holly (menos o primeiro, por volta de 2009) e não me arrependo nada. Da forma honesta como ensinam, as dicas, o não esconder nada sobre o tema (sim, é preciso salientar que, tal como nas outras áreas, também nesta há muitos tachinhos), o poder perguntar-se tudo, vale tudo a pena! A forma de ensinar é muito simples - inclui um fórum onde podem perguntar o que quiserem - com aulas 3 vezes por semana ao longo de 3 semanas, vídeos, podcasts e três senhoras com muita experiência e muito para contar!
Quanto à Holly, julgo não serem necessárias apresentações - é a blogger do Decor8 e uma das mais acérrimas defensoras dos blogs como modo de vida. Uma vida honesta, simples, sem fru-frus. Tal como ela costuma dizer, o nosso blog deve ser usado como um catalizador para viver a nossa vida da melhor maneira, pois acredita que um blog deve melhorar a nossa qualidade de vida, tornar-nos mais felizes e trazer-nos e ao nosso negócio, benefícios. Porque (e isto digo eu), ganhar dinheiro com um blog não é vergonha nenhuma, tem é de ser feito decentemente.
Ok, já sei que estão a pensar que "AH e tal, é um post patrocinado, blabla". Pois não, não é. Já no último curso quis ter feito um post sobre ele, pois se estão à procura de apostar a sério no vosso blog esta pode ser uma maneira. Uma BOA maneira. Além disso, há um preço especial para quem se inscreve até ao dia 1 de Abril.
Se ainda não perceberam porque sou tão pelos blogs, basta conhecerem a Holly. Foi ela que me fez apostar mais no blog (se bem que não estamos nos US of A), acreditar que se consegue fazer um trabalho - ainda que seja só um hobby - fantástico e de que nos orgulhamos muito. Bora lá?

Foto de Blogging Your Way

E que tal seguirem o blog por aqui?